Procurando Categoria

Fotos

Fotos, Textos

Espairecer…

 

Bruna livro 2

 

Quando me veio a ideia do blog,  só tinha uma certeza. Nele publicaria tudo que me viesse à telha, sem restrições, nada de definições prévias de temas. Se em uma semana o que me tocou foi uma música, faço algo com ela! Se  em uma outra semana foi uma história? Falo da história! Se em outro dia nada disso me prendeu a atenção? Qual o problema, ué? Vou falar de outro assunto! Fico feliz pelos retornos, elogios que venho recebendo a respeito do que tenho produzindo. Para ser sincera, às vezes, nem eu consigo entender o alcance da minha página. Ah, inclusive, também fico muito feliz quando dizem que não entenderam alguma mensagem ( meu irmão, por exemplo). Afinal de contas, não estou  por aqui para me explicar e gosto disso hahahaha! Estou aqui para me jogar e sentir como aqueles que acompanham o blog me atravessam. Nesses últimos dias, tive muita vontade de escrever sobre o meu sentimento de falta de obrigatoriedade com esse espaço aqui. Não estou procurando grana, likes, nem mimimis , então…  Eu, YO, FiLdinha estou afim de dar uma espairecida! Sabe como é ?  Ler,ver , ouvir, conhecer coisas novas e velhas para, daí, daqui há alguns dias, sabe-se lá quantos, voltar a publicar algo. É isso que tinha para falar…Por hoje! 
Foto: Catarina Ribeiro
Fotos, Textos

Cores

IMG-20160228-WA0016 (1)

 

Nada de uma cor só. Quero muitas!
Quero cor, cheiro, gosto de gente.
Não quero saber de onde vem,
Se é que vai para algum lugar.
Não quero certezas, quero o incerto,
Sem tirar, nem pôr.
Quero encontrar sorrisos, olhos nos olhos,
Quero o encontro de peles sem falar de preto ou branco… Sabe o que é?
Quero poucos nomes e muitas intensidades.
Por isso, quero a falta.
A falta de definições.
Nem o pré,  o durante ou pós conceitos.
Simplesmente quero e quero muito a força do que se vive.

Texto: FiLdinha

Foto: Catarina Ribeiro

Fotos

Alegria!

received_1085017408216351

Porque o que desejo é um carnaval maravilhoso a todinhos e todinhas!!!!!!

 

Foto: Catarina Ribeiro

Fotos

Voar

Voar 3

 

Que diante das durezas da vida ainda se queira acreditar que é possível voar…

 

 

Frase e pé esquisito da foto : Fildinha

Foto: Catarina Ribeiro

Fotos, Textos

Passarinho…

Gonçalves 2

Pensei, onde há carinho posso encontrar

Castanho brilho que era o seu olhar,

Já se foi.

Brisa forte que me vem do mar,

Descaminhos que vou buscar

Mas não sei, tanta coisa mudou de lugar.

Eu vou ficar sem te ver, com você.

Vou ficar,

Sem te ver,

Com você.

Passarinho, vem me visitar!

 

Porque hoje o dia é dele…

Texto: Fildinha

Fotos, Textos

Ele levitou e se fez arborescer…

_MG_8623-2

Ele levitou em um dia que poderia ser de São Ninguém.
E daí,  um ruído me diria… Ninguém soube,ele foi morar longe.
Longe é qualquer um outro lugar que não sei ao certo onde que fica;
Um lugar para onde se vai e os rastros são aquilo que ultrapassam nossa memória.
Em silêncio , meus pensamentos responderiam… Alguém soube;
Diz a lenda que trocou algumas certezas por sonhos mágicos, por magia.
Magia que nada tem haver com o que se ostenta mas com o que tem potência,  que chacoalha o que é inerte e faz renascer.
Ele levitou, caiu ao chão e, então,virou raiz.
Só sei que foi lá longe, em um caminho de incertezas, que soprou o vento e ele se fez arborescer.

Fique em paz Levi…

Texto: Fildinha

Foto: Catarina Ribeiro

Fotos, Música

Por um mundo Madiba!

Mandela 2

 

Diante de tantas dolorosas notícias de tantos “mundos” por aí afora e por aqui adentro veio a lembrança dessa foto que estou postando… Pouco me interessam as representações, muitas vezes elas me soam como coisas estáticas e que pretendem traduzir uma verdade. Mas, ao me deparar com essa imagem foi inevitável querer registrá-la. Mandela (carinhosamente conhecido como Madiba) e seus ensinamentos me fazem refletir por demais…

“ Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar. ” (Nelson Mandela)

Durante as minhas andanças pela África do Sul, uma música muito me acompanhou , a Soweto Blues. Composição de letra densa que traduz a história de muitos e muitas até hoje.